Dicas para emagrecer

Aprovada! A melhor pizza sem glúten – e é tão boa quanto a de sua pizzaria favorita!

Você é um daqueles que acham que toda pizza sem farinha de trigo/glúten não presta?

Se for, certamente não experimentou esta receita.

Esta pizza, apesar de ser sem glúten, lembra bastante uma boa massa italiana e não fica nada a dever às feitas com trigo.

E seu preparo é muito simples e rápido (dura menos de 1 hora!), não há nenhuma dificuldade, os ingredientes são fáceis de encontrar.

Se você obedecer a todas as instruções da receita rigorosamente, terá, ao fim do preparo, uma pizza saborosa e com textura idêntica às de trigo.

Talvez você pergunte, especialmente se não for intolerante ao glúten, por que fazer uma massa sem farinha de trigo.

Porque é muito mais leve e mais saudável.

O trigo de hoje não é mais o mesmo dos nossos antepassados, é um trigo criado em laboratório.

E se você fizer uma pesquisa sobre o glúten (sugestão: livro “Barriga de Trigo”, de William Davis, à venda nas boas livrarias) verá que essa substância não é só nociva aos que têm sensibilidade a ela, mas a todos.

E é cada vez mais clara, de acordo com estudos científicos, a relação do glúten com a obesidade.

Um dos males trazidos pelo glúten é a gordura, especialmente na região abdominal.

Na verdade, a gordura está associada à inflamação que essa proteína causa no corpo.

Além disso, o glúten é um verdadeiro ladrão de nutrientes e, por isso, nos deixa cansados.

Ele dá uma sensação de bem-estar e prazer, mas ela é momentânea.

Artrite, prisão de ventre, dor de cabeça, amidalite, sinusite e rinite também podem ser resultado do consumo de glúten.

Isso é apenas uma pequena amostra das razões que fazem valer a pena preparar e consumir, sempre que possível, receitas sem glúten.

E a nossa pizza?

Calma!

Você vai aprender a prepará-la agora:

INGREDIENTES

1 xícara e meia de polvilho doce

1 xícara e meia de farinha de arroz

2 colheres (chá) de açúcar mascavo ou demerara

1 colher (chá) de sal

3/4 de xícara de água morna

1 envelope (dez gramas) de fermento biológico seco

2 ovos levemente batidos

3 colheres (sopa) azeite de oliva extravirgem ou de ghee

MODO DE PREPARO

Para começar, ligue seu forno e coloque na temperatura máxima.

É muito importante o forno ficar muito bem aquecido para o sucesso da receita.

Feito isso, coloque numa tigela ou bacia os ingredientes secos – o polvilho doce, o arroz, o açúcar e o sal – e misture bem.

Em outro recipiente, coloque água levemente morna e o fermento, mexendo para dissolver bem.

Coloque a água com fermento na bacia dos ingredientes secos.

Acrescente dois ovos levemente batidos e 3 colheres (sopa) de azeite extravirgem.

Com uma colher, misture bem todos os ingredientes.

Depois, passe a trabalhar com as mãos, para misturar melhor.

Por ser uma massa sem glúten, não precisa bater/sová-la.

Basta misturar bem com as mãos para que ela fique bem homogênea.

Unte uma fôrma com pouco de azeite ou ghee e abra, já nessa fôrma, a massa com as mãos.

Depois de abrir a massa, cubra-a com um pano fino e deixe-a descansar por 30 minutos, tempo necessário para o crescimento dela.

Passado esse tempo, coloque a massa no forno para preassar por dez minutos.

Depois de preassada, tire-a do forno e ponha o recheio de sua preferência.

Sugestão: molho de tomate, muçarela (se escreve assim mesmo com “ç”!), rodelas de tomate, orégano e manjericão).

Se possível, use queijo sem lactose.

Capriche no molho de tomate para ela ficar bem molhadinha (logo abaixo há uma receita muita boa de molho de tomate)

Leve novamente ao forno para derreter o queijo e deixar a massa douradinha, mais ou menos 20 minutos.

Depois, é só apreciar a sua deliciosa e saudável pizza sem glúten.

Molho de tomate italiano

INGREDIENTES

1 kg de tomate italiano (sem pele e semente)

1 cebola média

3 dentes de alho

2 colheres (chá) de açúcar

7 folhinhas de manjericão

1 pitada generosa de cominho (opcional)

Sal e pimenta-do-reino a gosto

MODO DE PREPARO

Retire a pele e as sementes do tomate.

Pique em que cubos e bata no liquidificador.

Não dá para bater tudo de uma única vez.

Por isso divida em três porções.

Em seguida, doure a cebola picada com o alho amassado.

Acrescente o tomate triturado.

Quando levantar fervura, coloque o açúcar, as folhas de manjericão picadas, uma pitada generosa de cominho (se quiser), sal e pimenta-do-reino a gosto.

Não se esqueça do açúcar – ele é fundamental para que o molho não fique ácido.

Abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, mexendo de vez em quando.

A panela deve ficar destampada para que o molho engrosse.

Após 30 minutos de cozimento, o molho terá reduzido bastante e estará espesso.

Nossa missão é informar, explicar e apresentar diversos tópicos sobre, saúde, bem estar e qualidade de vida. As informações disponibilizadas neste site não substituem o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

© 2018 - CuraDaNatureza.com.br

Topo